uma noite perfeita

ta na cara que uma noite para que ela seja perfeita precisa de damasco

nao to falando no palco de atrocidades e sim da fruta seca oriunda talvez da china e seu sabor de coisa de rico ruim é essencial pra termina tudo em alta

porque de nada adianta sua autoridade e seus pertences se nao pude prova pra si mesmo que gosta do que nao é bom so pelo prazer o pior é quando de fato gosta

nao lembro de come damasco assim como tambem nao me recordo de come um cogumelo em especifico um mercado promissor de comestiveis mas tenho certeza que é o que falta pra que minha vida seja como a de um rei

rei da terra da fruta cristalizada provavelmente o pior lugar do mundo ou entao dos cogumelos nao alucinogenos que perda de tempo ou provincia do cream cheese

uma temakeria dentro da sua propria casa e uma sala de cinema onde recebe os hospedes com damasco e vinho do porto em sofas de couro de lagarto e ate mesmo araras vivas conversando com papagaios caturritas e anoes

ou um quarto com frigidera por todos os canto e fritura o dia intero chero de pressao alta e banha escorrendo

voltando pra noite depende de como for pode ser otima

 

silencio minguado

uma bela noite aquela em que as estrelas e a lua emanavam luz tao intensa que nem era preciso lampadas a rua estava iluminada pela natureza

caminhava pelo asfalto com a segurança de que nada aconteceria afinal de contas a paisagem era delirante tudo parecia um grande brinquedo manipulavel conforme a vontade do sonhador

porem a mais singela paz foi oprimida por uma indecente tempestade carregada de nuvens truculentas

nenhuma pessoa no caminho apenas ele sozinho perdido
antes saltitava e fazia a melodia de belas cançoes que acabava de inventa agora simplesmente nao sabia por onde segui

o terror tomara conta do ceu a escuridao nao permitia nenhum lampejo de alegria o ar carregava o sabor do medo

como em uma babilonia de idiomas surgiu inesperadamente um grupo a passos rapidos

jovens como ele vestindo roupas semelhantes porem falavam um idioma incomunicavel nunca ouvido antes

eram solicitos e educados contudo indecifraveis

a essa altura nao tinha escolha resolveu partir com o grupo

caminhando por vielas depois grandes campos e estradas infinitas a jornada nunca mais termino e nenhuma palavra jamais foi compreendida novamente