tia da limpeza

o luxo traz prazeres mas uma temporada dentro de um camping precario tambem tem seu valor

fugimos do meio do mato onde so chovia e se usava muita droga rumo ao litoral em pleno 31 de dezembro parando no caminho pra leva o dono do carro no hospital e abandonando ele la mesmo a deus dara

chegando na praia pouco antes da virada do ano a questao era onde se hospeda ja que pousadas nao tinham mais quartos disponeiveis e qualquer lugar que ainda tivesse vaga seria caro demais pro nosso orçamento por isso nos instalamos naquela espelunca e montamos a barraca

aquilo que chamavam de camping na verdade era o patio da casa de um senhor com um puxadinho que chamavam de cozinha pros hospedes e um anexo denominado banheiro e foi ali que me encaminhei pra toma meu banho

nao levei toalha pra me seca porque a minha havia sujado de sangue e estava completamente nojenta uma outra historia que nao vem ao caso o fato é que a mulher do dono do lugar fazia a limpeza de um box quando adentrei o espaço

ela me disse que eu podia toma banho e na minha inocencia entendi que ela sairia do banhero nao foi o que aconteceu enquanto eu me lavava ela continuava atras da porta pensei em convida la pra entra debaixo do chuveiro mas achei melhor ficar calado

quando desliguei aquela agua gelada imaginei finalmente que ela sairia ate porque nao tinha nem toalha pra me cobri nao foi o que aconteceu abri a porta pelado e ela me fitou com olhos sedutores

acenei com a cabeça como quem dizia voce me viu nu agora é minha vez e nao foi preciso palavras porque a senhora instantaneamente tiro toda sua roupa

nao havia sequer porta na entrada do banhero portanto a qualquer segundo outra pessoa poderia dar de cara com a gente faze sexo ali era perigoso mas eu gosto do perigo

a tranza foi intensa e logo os gemidos contidos se tornaram verdaderos berros de extase com certeza todos ouviam ate mesmo o marido dela nao paramos

passamos a virada ali mesmo copulando enquanto os fogos estouravam la fora meu membro causava orgamos la dentro e aquele vai e vem danado parecia nao ter fim

usei a tia da limpeza como se fosse a ultima mulher do mundo e posso dize que ela fez o mesmo comigo tirando o fato que eu so um homem

o feitiço

ouve um tempo em que mae obrigava me a arruma minha cama mante o minimo de organizaçao no quarto e toda aquela ladainha que leva alguns filho a comete assassinato

veio a maturidade e comecei a tranca a porta do recinto assim ela nao saberia mais como ele esta por dentro tempos apos esse episodio sai de casa e ela definitivamente nunca mais seria capaz de dizer me arrume o quarto pois nao teria como sabe que ele esta desorganizado

parecia o paraiso

anos depois porem existe a desconfiança de que uma espece de feitiço foi jogado em mim pois tornou se impossivel a tarefa de mante o quarto em condiçoes de habitaçao

hoje sinto pesar de sempre me depara com uma cama em desordem ela era realmente mais aconchegante e gostosa de dormi antes e a escrivaninha que parece um entulho e sua poluiçao visual machuca as vista e a cadera que carrega mais roupa que o armario e o chao que tem tanto tenis espalhado pelo caminho que ja causo queda de pessoas

por mais que haja esforço para muda essa situaçao que passe horas em regime de arruma o quarto em cerca de menos de um dia ja esta em completa imersao do pandemonio novamente

acaba com essa bruxaria mae