entrevista com del bosque

o planeta hoje sorriu com malicia e alegria a derrocada do tiki taka a espanha perdeu pro chile se fudeu e foi eliminada da copa depois de apenas dois jogo pra aproveita o momento de dor conversei com o tecnico vicente del bosque

magno
boa noite

del bosque
noite complicada de dormi

magno
acabo a farsa

del bosque
meu amigo campeao do mundo e duas vezes campeao da europa esse time fez historia

magno
a mim nunca engano

del bosque
entao alem de babaca voce passo os ultimos anos mumificado

magno
cala a boca sua morsa

del bosque
brasilero de merda

magno
espanhol otario escroto

del bosque
calma ai po

magno
qual é o sentimento depois da derrota

del bosque
essa copa ta comprada desde o inicio e todo mundo sabe pelo menos saio com a consciencia tranquila

magno
e teu amigo diego costa depois das vaias e eliminacao ja se arrependeu de trair o pais

del bosque
o diego ta muito tranquilo da escolha que fez e suou sangue pela roja

magno
roja o cacete que rojo é o chile

del bosque
vai toma no teu cu com teus irmao da america latina de merda

magno
voce sempre fica irritadinho assim quando perde

del bosque
nao sei ainda nao havia perdido

magno
tomo duas sacolada fico feio demais eu teria vergonha de sair na rua

del bosque
so é eliminado quem chega numa copa do mundo meu amigo magno

magno
para conquistar o mundo é preciso atravessa lo

del bosque
eu fui ate a africa porra

magno
mas aquela copa tava comprada desde o inicio

del bosque
essa que ta comprada meu

magno
vai te fude e curte o desemprego com o resto do pais seu lixo

derrota

por mais que voce ja esteja calejado devido aos inumeros insucessos que fazem parte de sua vida perde continuando sendo um tormento

a frustraçao de observa seu sonho desmoronando a sensaçao de ser o mais abobado idiota de uma peça onde voce é o ator principal e a plateia nao se cansa de gargalha é indiscretivelmente desoladora com o atenuante que voce nao esta ficando rico muito pelo contrario apenas coleciona fracassos que abrem caminho para novos malogros

apesar de tudo voce continua acreditando que um dia sera diferente que o final sera outro e finalmente voce podera sorri de alegria e nao de desespero demente

algo bom esta aguardado nao é possivel que so tenha espaço para a tragedia tem que have algum proposito nao faz sentido alguem sofre tanto reves é uma provaçao

talvez seja tudo parte do processo que desencadeara uma vitoria absolutamente triunfal com um sabor que nunca poderia ser desfrutado caso nao tivesse sentido na pele a propria dor do fracasso tantas vezes

é exatamente isso so pode ser a redençao esta programada apenas ainda nao chego a hora

degustando o sabor da derrota

a vida de um jovem que depende de seus proprios dotes culinarios muitas vezes se resume a pizza hamburguer carne gorda bacon lasanha e outras especiarias gastronomicas responsaveis por elevados niveis de colestorol

porem em um domingo nublado repleto de vento e melancolia descobri que nada sou alem de um junior aprendiz um estagiario mirim na arte da alimentacao pesada

estava na beira de um lago as pessoas tomavam espumante em copos de plastico e felizes comemorando o aniversario de alguem ate que apareceu aquele gordo de boina

um personagem vindo diretamente das caricaturas mais diabolicas um homem de trejeitos violentos e pensamento estupefato trazendo uma tempestade de medo entre as pessoas apesar de sua aparente simpatia se tratava de um monstro

cozinhero de um restaurante anonimo nos confins de uma rua solitaria o gordo experimentava receitas capazes de causa derame cerebral e entupi veias ate de um touro pois nao basta assar um porco gordo e come seu corpo intero aquele rapaz inclusive saboreava a cabeça do animal

enquanto uma moça dizia que gosta da pele da galinha o abominavel perdeu completamente a noçao e começo a fala sobre a delicia de come uma buchecha suina o sabor inigualavel de uma orelha mas tudo piorava porque mais gostoso que a cabeça recem saida do forno era come ela no outro dia gelada degustando como se fosse um chicle pois a pele é grossa e exige muitas mordidas

enquanto o horror tomava conta dos presentes o gordo se lambia esbaldado na propria lembrança do almoço transpirando obesidade cego pelo sabor e foi nesse momento que ele cometeu o ato mais doente e insalubre jamais presenciado no auge da incredulidade humana ele retiro o fucinho suino do bolso e mastigou ali mesmo depois engoliu e gemeu de prazer

foi o basta me senti humilhado e me obriguei a ir embora com a certeza que de vi a morte de perto