Poetas de Marte

Passarinhos em grandes ninhos ocupam as árvores altas
Cantam
Um louco no celular caminha atordoado
Do outro lado, vem um marginal
Um skatista de braços tatuados atravessa a rua
Um homem enorme e obeso, seminu, esconde a cara embaixo de um boné

Uma estagiária se apressa para uma entrevista em outro emprego
Uma loira de meia idade, de terninho nesse calor

Um pipoqueiro empurra seu carrinho

Duas moças conversam
Seguem a passos curtos e rápidos
Uma delas é a louca que discute com o louco
Ela não está no celular
Se cruzam e não percebem
Ele segue discutindo
Escreve: tu é uma puta

Na passarela, entre os prédios do Ministério Público, um homem de gravata observa o rio

Uma tarrafa é arremessada no arroio
Os peixes insistem em nadar na água podre
Hoje vai ter sushi

Debaixo da ponte, um cachorro corre atrás de um rato
Seu dono observa e torce
Pega
Pega

Uma carro conversível, não sei o modelo, passa por cima

Nem parece que é inverno

foto: Leonel Albuquerque

Anúncios

bob dylan revela as grandes verdades por tras do nobel

ele ganhou os maiores premios de todas as esferas ficou famoso la nos anos 60 e esta ate hoje em atividade cantando suas músicas essa semana mais um momento marcante na sua vida talvez o maior deles com o nobel de literatura vem pra ca bob dylan

magno
ola bob

bob
oi magno

magno
how does it feel

bob
bom demais

magno
é verdade que voce não da entrevista pra nenhum meio de comunicação

bob
não costumo fala com a imprensa

magno
brigado por me recebe

bob
você é um amigo é diferente

magno
brigado

bob
eu que agradeço

magno
qual a sensação de ganha o nobel

bob
to muito feliz o nobel é uma copa do mundo to muito feliz mesmo de dá esse premio pro meu povo

magno
é como faze um gol na final

bob
com o estádio lotado

magno
é quem nem aquela musica do skank

bob
muito bom skank

magno
voce começou a compor ha 50 anos atras e está ate hoje em atividade qual a fórmula mágica

bob
não existe fórmula eu faço o que faço por necessidade mostra minha arte meu modo de pensar e ganha muito dinheiro

magno
você traiu o movimento folk traiu as pessoas que acreditavam nas canções de protesto e agora traiu os romancistas como isso mexe contigo

bob
nunca traí nada eu só vivo a minha vida e as coisas acontecem de forma natural

magno
é tipo aquela música deixa a vida me levar

bob
vida leva eu

magno
você é conhecido por ser muito egocentrico e arrogante o que tem a dizer sobre isso

bob
acho que falam muito de mim se eu não fosse importante não estariam falando prefiro não falar nada

magno
qual o maior orgulho da sua vida

bob
são tantos mas acho que o principal é tudo que eu fiz

magno
em que lugar do mundo voce jogaria uma bomba atomica

bob
eu não faria isso

magno
mas pensa assim se você não jogar a bomba atomica vão jogar várias as redor de todos os lugares e você tem a oportunidade de só uma bomba explodir

bob
não quero joga bomba atômica

magno
e um rojão

bob
rojão eu botaria dentro de um tijolo pra vê ele explodindo

magno
milhões de pessoas sem um lugar pra dormi e você explodiria um tijolo

bob
desculpa

magno
tudo bem ninguém é perfeito

bob
olha eu não penso assim

magno
em quem você vai vota

bob
olha acho a hillary meio escrota mas o trump é totalmente escroto

magno
não po no crivella ou no freixo

bob
eu sou americano

magno
não torce pro nense então

bob
não nenhum americano conhece isso

magno
americano o caralho você é estados unidense e não viu a copa dysney pelo jeito

bob
não vi

magno
fala serio voce ja fumo muita maconha e toco pra bilhoes de pessoas ja ganho todos premios da humanidade e a humanidade tá indo nesse caminho parece que uma terceira guerra mundial está eclodindo as pessoas morrem na siria passa um tornado no haiti e ninguém nem aí você acha que todo seu trabalho foi em vão

bob
eu diria que sou um homem em um deserto

magno
bob dylan quem é o principal culpado pelo aquecimento global

bob
o ser humano

magno
cite nome

bob
são varios é o descaso com a humanidade a busca pelo capital pelo lucro quando na verdade isso não tem valor algum

magno
não disse o nome de ninguém

bob
os dono das fábrica os presidente que toda hora assinam os tratado e não fazem nada diferente é triste

magno
voce acha justo o povo brasileiro pagar tantos impostos

bob
com certeza não pobre brasil

magno
você ganho muito dinheiro vai doa tudo pra caridade

bob
to pensando ainda o que vou fazer

magno
você pensa muito

bob
muito

magno
quando escreve uma música você pensa ou sai fazendo

bob
eu gosto de pega o violão e saí tocando mas tem que fecha a música certinho também

magno
você lançou milhares de cds você acha que alguém já ouviu todos

bob
tem gente que já ouviu tudo sim

magno
até os gospel

bob
acho que sim

magno
e você leu os livros que você escreveu

bob
não gosto muito de lê as coisas que escrevo depois que já estão publicadas

magno
e suas músicas você também não ouve

bob
normalmente não

magno
então nem você escutou todos seus cds

bob
olha cara para com isso

magno
você começou a escrever uma autobiografia mas parou no volume um vai da tempo de escrevo o resto

bob
vai sim pode fica tranquilo que ta tudo na minha cabeça

magno
voce sente ciumes do mick jagger

bob
nao pô

magno
qual sua opinião sobre a dialética antropofórmica laureada pelos grandes pensadores dos substerraneos sufocados pela opressão pos-modernista

bob
a hipertrofia dos tempos atuais amplifica a dicotomia entre a estagnação e a insubordinação porem isso não significa que o conformismo tambem não seja uma forma de ver o mundo

magno
então estaremos todos na berlinda entre o saber sem saber e a ignorância racionalizada pela estética da aliteração que permeia nossa onipresença

bob
particularmente minha visão é menos trágica e disforme prefiro dizer que o prosaico é uma tergiversão do nosso expoente escondido sob as próprias sombras

magno
voce tiraria o chapeu para acelino popo de freitas o popo

bob
sim

magno
alcança aqui o chapeu que entrego pra ele depois

bob
não vou dar o chapeu só tira o chapeu e bota de volta na cabeça

magno
muita gente no brasil esperava que esse premio fosse dado para um escritor nosso que temos muito orgulho e faz parte da nossa academia brasileira de letras o josé sarney voce já leu algum livro dele

bob
sim

magno
qual

bob
todos sou um grande fa e me sinto lisongeado de nesse momento abrir mão do meu premio e dedica-lo e dar de presente ao ze

magno
a gente tem uma surpresa vem pra ca ze

sarney
oi

magno
que que foi ta tudo bem

dylan
nossa to muito emocionado

magno
canta uma musica pra ele

dylan
qual

sarney
pode se aquela famozona

dylan
hey mister tambourine man

sarney
aquela outra

dylan
how does it feel to be a complety

sarney
canta o refrao

dylan
like a rolling stone

sarney
canta aquela outra mais famosa

dylan
the answer my friend is blowin the wind

sarney
canta aquela outra mais famosa

dylan
knock knock knock on heavens door

sarney
a mais conhecida

dylan
qual meu

sarney
i cant get no satisfaction

dylan
kkkkkkk

sarney
sério canta ela po

dylan
não é minha

sarney
tudo bem agora o nobel também não é mais teu

dylan
para

sarney
fui

magno
volta aqui sarney

frio no coração

um vento forte bate na nuca
minhas orelhas coitadas parecem congeladas
eta inverninho do capeta ja é setembro e tu insiste em nao ir embora

algumas coisas funcionam nesses dias polares
whisky cafe vinho cerveja pizza estufa e cobertor
o charme da estaçao gelada

glamur de uma figa
tudo é bonito ate a hora de acorda
temperatura negativa o menino la debaixo fica com tamanho diminuto
faz mal pra auto estima

e as mulheres
sim muito bem vestidas elegantes charmosas
porem vestidas

camadas e camadas de roupas de um lado e de outro meia calça rasgada e por fim patifaria

uma menina libertaria que eu vi no onibus nao tinha pra onde ir
o contraste da cama gelada com o corpo quente
todo aquele guarda roupa ambulante atirado no chao

os corpos esprimidos se aquecendo
se esfregando
é bom esse frio ate nos da mais folego

– e depois daqui tu vai pra onde
– pra casa de outro homem

ela é direta
na verdade uma casada viciada em trair
me deixou adicto e jogado fora

naquele dia finalmente ficou quente
e eu senti saudades do inverno

gotas de um destino

que dia terrivelmente quente era aquele
a terra viro um deserto ou melhor o proprio inferno ou pior a moradia que nem o diabo aguentou e foi pra baxo da terra se esconde

a temperatura escaldante produzia horror de uma maneira nunca antes vista e as pessoas tinha sede

os poço tudo vazio havia criado aquele triste cenario de guerra por agua cada gota valia vidas

e dentro de um casebre que um dia foi uma mansao jonas quardava um balde cheio

filho vem ca toma um gole disse ele

os animais cambaleavam nas ruas cachorros bebiam esgoto gatos lambiam paredes em busca de umidade vacas ja estavam mortas bodes tambem

tiros na rua
alguem foi alvejado e um grito se ouviu
o sujeito carregava uma garrafa dagua escondida debaixo da blusa essa foi sua causa de morte

jonas sabia que algum dia o balde iria acaba mas o que fazer ele precisava dar agua aos filhos mas ao mesmo tempo sair de casa era perigoso

passaram se semanas nesse dilema
a agua rareava cada dia a dose era menor

pai quero mais agua
filho nao posso

o drama assolou toda populaçao mundial e os humanos viviam apenas com instinto sem raciocinar

ate que um dia choveu
as pessoas sairam as ruas felizes sorridentes gargalhavam alto urravam sim estava chovendo torrencialmente trovoes eram o preludio da salvaçao

todos enchiam baldes garrafas potes qualquer coisa que podesse transporta e armazena agua

temos nossa vida de volta disse um velho

o que poucos sabiam é que aquela chuva fora contamida por acido

toda populaçao mundial morreu