acostumado

quando olhei pra fora da janela parecia uma tv em hd depois de passa um belo pano um limpa vidro nem de longe lembrava a espelunca que eu tava metido

é o tipo de coisa que eu deixo deixo e vo deixando pra sempre e se acostuma nao se da conta aquilo atrapalha mas ja faz parte entao deixa assim mesmo e por acaso ta percebendo alguma coisa acho que nao ta bom assim me tira daqui odeio tudo nao tenho força pra me levanta eu preciso corre

alguns pensamentos dubios outros que lembram a bipolaridade e muita coisa desconexa passa pela cabeça a ultima lembrança positiva parecia recente mas eu nao consigo lembra qual é deixa eu me iludi um pouco e nao questiona como me irritam pessoas que insistem em faze perguntas

eu ouvi uma pessoa dize que o sucesso nao esta muito longe o problema é que te fazem acredita que o seu tempo nao é seu te fazem esquece que sua vida é sua querem so mais uma gota do seu sangue so mais uma

ate que um dia cansado de apanha voce vira o jogo ou vira um cachorro grande ou simplesmente da comida envenenada pra quem nao para de lati no teu ouvido um instante de paz um misero vale mais do que os ultimos anos todos

talvez o melhor seja me tornar um monge mas é muito cliche quem sabe organiza um grupo de exterminio aos grupos de exterminio pra coloca um pouco de emocao nao sei se quero o silencio ou o barulho entao eu fico quieto pensando em grita

lembrei da tua voz
essa é uma lembrança boa

o aniversario

nao é facil fazer aniversario no mesmo dia que o menino jesus mas um a situaçao de quem nasceu um dia antes ou depois tambem nao é muito melhor

desde pequeno ha todas aquelas questoes como ferias sumiço de amigos pessoas viajando pessoas na praia pessoas no interior pessoas em qualquer lugar que nao seja sua festa e solidao

minha vida seguia assim precisando adianta a comemoraçao pra consegui reuni alguns poucos infelizes afinal era melhor do que nada so que em um ano foi tudo ao contrario

todas pessoas que convidei vieram e as que nao convidei tambem e um maior numero ainda de desconhecidos chegaram e estavam todos reunidos no mesmo ideal de fica inteiramente louco e o mais surpreendente é que nao houve sequer um que deu as caras sem trazer presente pois sabiam eles que quem faz aniversario nessa epoca esta fadado a so ganha um presente

era tudo pura alegria no apartamento ate que de repente fugiu completamente do controle e o interfone tocava mais do que deveria e multas eram somadas em velocidade recorde copos quebrados todas bebidas da casa que nao eram poucas secas e finalmente muita vulgaridade

o barulho era ensurdecedor e logo as vizinhas mais gostosas vieram reclamar contudo era um pretexto para participa da algazarra elas foram as primeiras a tira a roupa

inexplicavelmente todas as velhas do predio deram lugar a ninfetas que batiam na porta pedindo silencio e 10 segundos depois estavam gritando peladas

ainda com menos sentido ocorreu uma debandada de homens e so havia mais eu do sexo masculino e centenas de garotas sedentas por prazer

as janelas abertas ate porque nao tem como fecharem na falta de cortinas expunham aquela safadeza aos olhos de toda vizinhança e cenas de horror para os menos acostumados em tamanha libertinagem e na cama no sofa na pia da cozinha no chuveiro no chao na rede na parede do corredor na mesa da sala no armario do quarto e ate atras do fogao o que aconteceu era a mais pura orgia

tres dias e tres noites se passaram dentro daquele antro de sacanagem que chamo de minha casa enquanto mulheres de todas etnias chegavam em caravanas

loiras indias ruivas morenas japas modelos dançarinas do faustao cientistas da nasa e ate bandeirinhas gostosas faziam fila pra me presentear com alguma parte intima do seu corpo e diziam ‘me possua’

obedeci a ordem de cada uma delas e agradeci ao ceus por finalmente me diverti um pouco no meu aniversario ja me certificando de corrigir alguns pequenos problemas no proximo como a falta de escova de dentes para tanta gente