o milagre

era um dia qualquer diria normal até que começou a chover não que chover seja algo anormal mas se você mora no meio do sertão pode ser um milagre 

no caso não estamos no sertão e chover é normal então era sim apenas um dia normal apesar da chuva e dos alagamentos das sujeiras nas calçadas e em volta dos bueiros entupidos as formigas morrendo afogadas e os sapos coaxando o barulho parece nascer de dentro do chão está por tudo “unhé” os sapos são eternos bebes 

até aqui seguia tudo normal não fosse a chuva dessa vez possuir uma carga tóxica que dizimou toda a humanidade e os demais animais no espaço de cinco minutos 

os sobreviventes do sertão estranharam a ausência dos homi de longe que não apareceram mais nos próximos dias e semanas ninguém trouxe mais nada para vender ou comprar mais pra vender alguém teria que tomar alguma providência a maioria das mercadorias estava acabando

seu josé muito cansado em casa ficava escutando o rádio que não pegava mais só aquele chiado chato as tv também tudo fora do ar seu amarildo pegou seu jegue e disse que se ia até a cidade nem que leve uma semana mas há de descobrir o que passou 

quando ele voltou chorando e pisou na terra seca custou encontrar força pra contar que só encontrou gente morta gente jogada no chão fedendo a podre ninguém entendeu nada dona marinalva adivinhou que era uma peste dona roxele pediu misericordia de deus sem saber que o milagre já estava feito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s