saida de emergencia

acordei atrasado

na verdade o despertador tocou na hora e eu botei mais uma duas vezes pra tocar de novo ate que eu tive que sair voando

botei a roupa de qualquer jeito lavei a cara nao comi nada

corri o corredor pra chamar o elevador que por sorte estava perto nao demorou como de costume abri a porta e entrei preocupado e com pressa quase nao notei o papagaio

nao havia nenhum andar marcado presumo que o animal nao saiba como fazer isso ou talvez seja culpa da gaiola pois ele esta preso calado no seu canto com um olhar acuado

apertei o terreo e instintivamente bati as maos no bolso e percebi que nao estava com o celular o meu deus como viver sem o celular tentei abrir a porta nao deu ja começava a descer apertei o 5 e o 4

nao sei se ele tomou um susto se estava perto demais do andar pra parar o fato é que o elevador nao respondeu bem e travou no meio do caminho forcei os pes contra o chao fazendo o movimento de empurrar mas nao adiantou nada a porta nao abria nao tinha como sair dali bati as maos na parede eu estava ficando nervoso

tentei o botao de emergencia mas nao tem microfone ligacao nao tem um jeito de falar com alguem de fora eu so tocava e fazia aquele apito bem alto eu nao tinha celular so tinha o papagaio

comecei a conversar com ele
acho que foi ele quem começou a conversar comigo

loro
oi
loro
loro

um breve silencio e ele retomou

a vó
oi loro
loro

eu nao sou a vó loro

ele começou a balançar ir pra frente e pra tras so a cabeça mexendo as patinhas bem paradas

han
han
han

eu falei loro vai ficar tudo bem

ahhn
ahhn
ahhn
ahhn
ahhn

caiu a luz

caiu a luz e o loro se remexia ainda mais na gaiola eu nao sei fazer o grunido ele nao tava a fim de conversa so do barulho chato alto insuportavel dentro do elevador ainda pior uma tortura pura

me arrependi da maldita hora em que eu respondi ou comecei a falar com esse papagaio

o elevador continuava trancado nao sei se dou um tapa na gaiola se eu grito com ele mas ai eu tenho a ideia sim o isquero no meu bolso aquela escuridao entre nos eu pego o isqueiro acendo e o papagaio se apavora e finalmente fica em silencio na hora é minha vez

escuta aqui loro a gente ta aqui na merda junto a tua vo se ela nao for uma idiota ela vai ver que esse elevador ta trancado se ela nao for estupida ela vai ter um celular no bolso e vai ligar pro zelador o que resta pra mim e pra ti loro é sofrer e esperar acreditar que alguem vai nos tirar daqui

ele nao responde nada apenas olha para o isqueiro na minha mao e eu continuo o meu discurso porra loro eu tinha uma reuniao importante devem ta ligando pro meu celular devem ta achando que eu sou um irreponsavel que eu sai pra beber ontem de noite que eu fiz arruaça loro a vida nao é facil e tu vive bastante que eu sei

tu nao fala muito tu ate sabe grita mas falar nao me diz o que tu faz da vida cara porque tu ta nesse elevador me fala

la
lalala
lalalala
la
lalala
la
lala

o loro começa a cantar uma melodia infantil graciosa é aquela musica brilha brilha estrelinha quero ver voce brilhar ele canta bem so fazendo la lalala lalalala la lalala la lala e aquilo me acalma eu sento no chao e acompanho ele

a chama do isquero ilumina a nossa cantoria eu e o loro e ninguem mais nesse mundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s