orkutizaram a libertadores

agora que o galo o cuca e ate o ronaldinho botaram a faixa no peito nao da pra nega a evidente orkutizaçao da libertadores

no meu tempo sim era brigada valente so vencia quem sabia jogar e guerrea nao qualquer um como é hoje com um futebol bailarino nao

imagina so se um homem chamado kalil pode ser presidente de um time nao pode nao po

joga uma final de libertadores em um estadio sem arquibancada viro champeons league essa porra qual é a graça

nos tempos de gloria sim o campo nao tinha marcaçao o zaguero portava canivetes e a agua sempre tava batizada agora qualquer um vai la toma gatorade e ja se acha grande coisa

a desmoralizaçao é tanta que alecsandro é bicampeao da libertadores e voce ta ai achando pouco

ano que vem tem outra seletiva pro mundial quem sabe ela volta a ser como antes e ter algum valor por enquanto é desprezivel

 

assinado samuel rosa

 

o corpo

o corpo tava escondido

– onde voce ta
– vo te mostra a mesma coisa
– cade
– olha

tava escondida no corpo do email
o google achou que era spam

desci dois andares apertei campainha

– eu disse
– o que
– que eu tava
– aonde
– aqui
– é mesmo

 

achei

 

a sala era escura e o corpo escondido era cor de socorro

– me tira daqui
– acabei de chega
– nao importa
– ta bom

sumimos do mapa
vivemos por tempos
sem consequencias
escuta um dia falei vo para e ela tchau

fui e te digo que iria de novo o problema é no escuro seus gritos baixinhos
– me ajuda me tira daqui

que inferno de corpo

quando tirei 100 no videoke

quando menino as festas eram boas ou ruins seguindo o criterio de ter ou nao ter videoke

aquele aparelho com repertorio curto que varia entre o ‘era um garoto que como eu’ e ‘eduardo e monica’ alias sustento que as pessoas so sabem canta essa musica por causa do videoke que tinha o poder de enfeitiça todo mundo

mas e quem disse que era facil tira uma nota boa uma nota tao porreta que a mensagem nao fosse ‘muito bem continue praticando’

esse desafio mobilizava multidoes ao redor da tv com o microfone na mao e muito berrero

certa feita em um aniversario estava la todo o equipamento e toda criançada tomando coca cola comendo bolo e gritando as notas estavam suspeitamente altas tornando a competiçao dificil

foi com muita responsabilidade que escolhi ‘pipoca’ do araketu uma musica contagiante vamo la porra

o araketu o araketu quando toca deixa todo mundo pulando quinem pipoca

a plateia insandecida vibrava cantando junto

o fogo é fogo e esquenta esquenta o nosso amor esquenta que o ara chegooo porraaaa

a performance foi tao boa que me emocionei e todos ali tambem choraram quando a musica cessou chegou o momento de tensão suado esperei impaciente a nota

os numeros começam a girar sai um 0 e gira e gira e gira e mais um 0 e 1 deu 100

100 porra 100 seus corno 100 seus filho da puta

100 parabens voce é um profissional

100 caralho chupaaaa 100

ainda em estado de extase fui passar o microfone pro proximo colega e constatei que ele estava desligado