taxista malvado e a primera vez

era mais uma madrugada escura silenciosa e extremamente propensa ao medo quando dentro do carro que taxista malvado conduzia eu me encontrava

o seu modo de dirigi era peculiar encarando o asfalto da estrada como um verdadero altodromo fazia manobras perigosa e sempre mirava a frente nunca acomodando se na velocidade

naquela via que ligava partes estadual a mao era dupla e perigosa mas tudo ocorria dentro das conformidade que no fundo ja era espantosa mais um caminhao trajeto repleto deles diga se de passagem ficando pra tras quando sanciono a atençao do taxista malvado um carro porra

culpando o ponto cego o descuidado nao viu a bmx de cor negra que avançava e se colocou no caminho obrigando a a anda no cantero pra evita acidentes

nosso carro volto pra pista e seguiu viagem porem o pretume da pista agora era manchado pelo sangue que escorria do orgulho dilacerado

taxista malvado nunca havia sido ultrapasado

cavalo mao de vaca

no velho oeste historias incriveis aconteciam uma delas vou relata agora

em um tipico bar daqueles com duas porta que abre junta na entrada um dia um cavalo entro e atravesso todo estabelecimento ate que se sento em um banco

me ve uma cerveja ele disse

o garçom atonito trouxe uma cerveja para o cavalo que com os casco pegava a garrafa e bebia tudo em um unico gole era incrivel

quero outra dessas falo o animal

outra cerveja o garçom entrego pro cavalo que a bebia com enorme rapidez

o equino estava sedento e pediu a tercera cerveja

prontamente foi atendido e em questao de segundos disseco o conteudo

moço me traz mais uma

e a quarta cerveja foi tal qual as anterior bebida como se estivesse sendo derramada tamanha agilidade do cavalo

logo ele ja havia bebido 10 cervejas em menos de 30 minuto com direito a intervalo pra mija um momento peculiar que chamo a atençao dos demais que ali frequentavam

o cavalo estava inquieto e a pressa era nitida nas suas expressoes facial logo a conta ele pediu

o preço era alto 50 reais mas o cavalo pago tudo em dinhero sem exitar

quando se dirigia pra saida ouviu o garçom dize ‘eu nunca tinha visto um cavalo tomando cerveja’

‘cobrando 5 real a cerveja voce nunca mais vera’ respondeu o animal que jamais retornou ao lugar

taxista malvado

certa vez conheci um homem que falava espanhol e guiava o carro de manera perigosa

ninguem sabia seu nome ele atendia simplesmente como taxista malvado

nao se sabe ao certo porque ele era uma pessoa de confiança do manda chuva provavelmente seja pela falta de escolhas o fato é que o destino ligou o caminho da minha vida com a desse castelhano

estava em local desconhecido nas maos desse rapaz misterioso e tudo que eu tinha era a vontade de continua vivo um desejo que a cada segundo parecia mais distante

o taxista a principio era apenas estabanado e gostava de alta velocidade mas em pouco tempo mostrou se tambem fisurado por drogas e um tanto quanto desajustado mentalmente

enquanto colocava o carro em risco e nossas vida em perigo ele me contava da infelicidade que cometeu ao esquecer seus oculos em casa contudo me pediu calma ao dizer que o problema era apenas para quando as coisas estavam perto

completando a ficha do meliante ele nao possuia celular identificaçao ou qualquer resposta clara sobre sua vida alem disso tambem estava sem sua bombinha e a qualquer segundo um ataque de asma poderia ser fatal

em meio a essas historias cigarros de maconha esfumaçavam nossa visao e a fome temperava um desfecho de ilusoes

taxista malvado vamos para agora ficarei aqui mesmo esta na hora de ir embora

acreditei que me despedia dele mal sabia eu que iria encontra lo todos os dias